BEM-VINDO AO FUTURO DE BRASÍLIA!

Estamos fazendo hoje, o futuro de Brasília e do Distrito Federal.




CONHEÇA O TRABALHO DO CODESE/DF

Você tem algum projeto para nossa cidade? Compartilhe conosco.


ENVIE O SEU PROJETO

GDF, CLDF e CODESE juntos pelo desenvolvimento do DF

O Codese, com apenas 90 dias de existência, tornou-se parte importante nas tomadas de decisões sobre a gestão pública.
15/09/2017
FONTE: Assessoria Imprensa Asbraco

Reunidos hoje, sexta feira (15) no Sinduscon, em encontro promovido pelo Codese - três secretários de estado- Fazenda,Planejamento e Desenvolvimento Econômico, o presidente do Instituto de Previdência,  o presidente da Câmara Legislativa e vários líderes empresariais, tiveram quatro horas de discussão, onde o assunto principal  deveria ser a reforma da previdência pública, mas acabou sendo uma prestação geral das contas do Estado.

Da reunião ficou acertado que, até a próxima segunda feira o grupo de trabalho que está preparando o projeto a ser submetido à Câmara dia 19 , apresentará para o Codese sua  versão final, no formato fatiado em três partes ou completo.

Os secretários da Fazenda – Wilson José de Paula, do Planejamento – Leny Lemos e do Desenvolvimento Econômico - Antonio Valdir, mostraram, com realismo, a atual situação econômica  do DF e da Previdência do DF. E, todos concordaram que o Estado precisa diminuir seu tamanho. E, segundo Antonio Valdir, tem que haver um destravamento e modernização da máquina pública, tornando atrativa aparticipação dos investimentos particulares no Estado.

O presidente da Câmara Legislativa insistiu na necessidade de uma reforma previdenciária para longo prazo, acreditando que isto possa acontecer com o fatiamento da PL, até um  prazo de 60  dias para arredondar o projeto. O presidente do IPREV, Adler Anximandro, traçou um quadro bastante realista para propor a junção dos dois fundos previdenciários, que garantirá ao Estado recursos para aplicar nas áreas  produtivas.

Participação do Codese

Os representantes do Codese prometeram ficar à disposição do grupo de trabalho que está reformulando o projeto de  lei que  será votado na terça-feira para opinar nas alterações necessárias para que sua aprovação contemple todas as necessidades do médio e longo prazo.

Além disso, ficou acertado entre os poderes e o Codese uma agenda de trabalho conjunto e permanente para discutir o desenvolvimento econômico,  sustentável, estratégico e social do DF. Falando em nome da classe empresarial, Luiz Carlos Botelho, vice-presidente do Codese admitiu ser difícil reagir a este momento econômico, já que muitas empresas trabalham apenas para pagar e manter suas obrigações fiscais em  dia.

Enquanto isso, lamentou, a produção do setor público continua  baixíssima, onerando mais ainda o setor produtivo com uma Impiedosa burocracia. Sofremos com o “custo Brasília”. O Estado vem aniquilando as empresas que, sem recursos, acabam sequer tendo como pagar os impostos. Hoje, Brasília é “uma cidade proibida”!

Uma constatação ficou clara durante a longa reunião: O Codese, com apenas 90 dias de existência, tornou-se parte importante nas tomadas de decisões sobre a gestão pública. É uma demonstração da capacidade da sociedade se organizar, pensar, elaborar, articular e promover ações que podem contribuir para definir uma Brasília sonhada, tendo como meta 2030.

0 Comentários |



SIA Trecho 2/3 Lote 1.125 2º andar
Brasília/DF - CEP 71200-020
Tel.: (61)3234.8310 - Ramal: 215
codesedf@gmail.com
Jornal CODESE EM AÇÃO
Edição de Novembro/2019

 

 


Copyright ©2019 CODESE/DF
desenvolvido por