BEM-VINDO AO FUTURO DE BRASÍLIA!

Estamos fazendo hoje, o futuro de Brasília e do Distrito Federal.




CONHEÇA O TRABALHO DO CODESE/DF

Você tem algum projeto para nossa cidade? Compartilhe conosco.


ENVIE O SEU PROJETO

Codese e DFTRANS assinam acordo para melhorar a operação de ônibus

Sistema doado garante qualidade à mobilidade urbana no DF
07/08/2018
FONTE: Paulo Cotta

         Os milhares de usuários dos ônibus em Brasília, a partir de agora, poderão contar com um serviço mais operacional, onde o respeito ao cumprimento dos horários e dos trajetos passará a ser acompanhado com mais rigor pelo DFTRANS. Essa melhoria será monitorada pelo Centro de Supervisão Operacional e garantida pela modernização dos processos de gestão dos serviços, atualmente prestados pelas próprias empresas concessionárias.
        Acordo de Cooperação técnica, assinado hoje (terça-feira) entre o Codese e o DFTRANS, garante a prestação de serviços técnicos especializados em engenharia de transportes e tecnologia de informação, com o fornecimento de licença (sem qualquer ônus) e de uso imediato e permanente de um conjunto de sistemas computacionais de ITS (Intelligent Transportation Systems), para implantação e operação de Centro de Supervisão Operacional para serviços de Transporte de Passageiros no Distrito Federal.
        Esta é a primeira ferramenta técnica doada pela Codese ao GDF com o objetivo de garantir o desenvolvimento sustentável de uma atividade tão importante para a população, sua mobilidade. O sistema é de propriedade da empresa EGL Engenharia Ltda, parceira e membro da Câmara Técnica de Mobilidade Urbana. O documento foi assinado pelo presidente do Codese, Paulo Muniz e o diretor geral do DFTrans, Marcos Tadeu, com anuência de George Teixeira, representante da EGL e garante ainda a realização estudos de engenharia de transportes para identificação de gargalos nos processos e proposição de novos processos de gestão, complementados pela implantação de sistemas que apoiem as novas soluções.
Novos olhos para o governo
       A peça mais importante no processo é um novo aliado capaz de dar suporte e organização ao transporte coletivo, que contará com um eficiente sistema de rastreamento dos ônibus, garantindo o cumprimento das obrigações dos concessionários, que é de servir a população a tempo e às horas definidos por contrato, garantindo a melhora do nível de serviços e sua fiscalização.
        Com o Centro Operacional de Transporte de Passageiros desenvolvido pela EGL, chegará ao fim o modelo em vigor, onde as informações são prestadas pelas próprias operadoras. Atualmente, o   DFTRANS, além de não dispor de uma rede eficiente de fiscalização nem ferramentas adequadas para receber e analisar os dados gerados pelos GPS instalados nos ônibus, acaba não tendo informações para cobrar maior eficiência no atendimento da demanda sempre crescente.
         A implantação do sistema acontecerá rapidamente, com a configuração das informações de cada empresa. Ele já foi testado com êxito em Brasília no período da Copa de 2014, e abandonado com o fim do contrato com a TCB. A reintrodução do modelo será viabilizada, sem qualquer ônus para o DF, e a poderá ter um benefício muito raro, que é poder comprovar o que vem denunciando há muito tempo: as empresas de ônibus não obedecem aos horários definidos e, muitas vezes sequer o itinerário. 
        O novo sistema vai fornecer dados on line para o governo, garantindo o fiel cumprimento das concessionárias das suas obrigações contratuais.Com os novos olhos sobre os compromissos das concessionárias, o DFTRANS terá ferramentas para melhorar o atendimento do transporte público, atendendo de fato às necessidades da população.
       Funcionando como um “bureau” de inteligência, concentrando informações em tempo real, o sistema gerencia, monitora e controla todas as atividades das operadoras de transporte coletivo. As informações são compartilhadas com os usuários, que poderão acompanhar os dados sobre as condições do transito nas rotas e os horários, afirma o engenheiro George Teixeira. O processo tem várias vantagens: curto período de tempo para implantaçãoutiliza tecnologias de rastreamento veicular para monitoramento de frota e dos serviços prestados; baixo custo operacional; possibilidade de receber dados de qualquer outro CCO utilizado e de diferentes equipamentos; tem plataforma modularizada incremental, que permite distribuir o processo de implantações em diferentes grupos de frota, bem como implantação gradual de novos módulos.

 

0 Comentários |



SIA Trecho 2/3 Lote 1.125 2º andar
Brasília/DF - CEP 71200-020
Tel.: (61)3234.8310 - Ramal: 215
codesedf@gmail.com
Jornal CODESE EM AÇÃO
Edição de Novembro/2019

 

 


Copyright ©2019 CODESE/DF
desenvolvido por