Por ACDF em Açã" />



BEM-VINDO AO FUTURO DE BRASÍLIA!

Estamos fazendo hoje, o futuro de Brasília e do Distrito Federal.




CONHEÇA O TRABALHO DO CODESE/DF

Você tem algum projeto para nossa cidade? Compartilhe conosco.


ENVIE O SEU PROJETO

Codese DF chega como esperança da capital

O projeto visa criar um programa de longo prazo para garantir o desenvolvimento regional, embasado em plano setoriais, que devem ser entregues ao poder público
12/07/2017
FONTE: ACDF em ação

Por ACDF em Ação

O Conselho de Desenvolvimento Estratégico, Social e Econômico do Distrito Federal foi apresentado e criado durante almoço, quando compareceram diversos dirigentes, como o presidente da Associação Comercial do Distrito Federal (ACDF), Cleber Pires, o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), Luiz Carlos Botelho Ferreira, o presidente da Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), Luiz Afonso Assad, o presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi-DF), Paulo Muniz, e os demais presidentes de sindicatos e associações do setor produtivo do DF, que compareceram à reunião a fim de representarem o setor produtivo nos primeiros debates sobre a criação do Codese-DF.

Na ocasião, o presidente do Sinduscon Goiás, o empresário Carlos Alberto, apresentou o projeto do Codese Goiânia, que foi implantado com sucesso. A Ata de criação do Codese DF foi assinada pelos presentes e, em reunião subsequente, foram instaladas as diretorias Executivas e Plenas do Conselho Deliberativo e Fiscal, assim como as câmaras temáticas para o triênio 2017/2019. Na ocasião, também foram eleitos o presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi-DF), Paulo Muniz, como seu presidente, e o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (Sinduscon-DF), Luiz Carlos Botelho, como seu vice presidente.

Com ele, parece que os empresários e líderes ganharam mais fôlego e um motivo para continuar trabalhando juntos pelo bem do DF, mas desta vez com uma estrutura de trabalho diferente da do grupo Empresários em Ação, em que as propostas eram rapidamente colocadas em pauta via whatsapp. Com o Codese eles poderão se basear em experiências que deram certo e seguir parâmetros, uma vez que estão formando uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, com representantes de entidades apartidárias e sem fins lucrativos. O objetivo será discutir e propor soluções estratégicas para um desenvolvimento econômico sustentável, munidas de um plano que deve ser elaborado e monitorado a médio e longo prazo. Tal modelo é inspirado e estruturado na cidade paranaense de Maringá o Codem  segmentado em Câmaras Técnicas, de onde saem projetos setoriais. Lançado, oficialmente, o Codese/DF, já foi registrado em cartório e terá sua sede no Sinduscon/DF. 

Ao fazer parte da criação do Codese/DF, o presidente da ACDF, Cleber Pires, se prontificou em oferecer a sede da entidade para receber reuniões. “Ficamos muito felizes em ter esse projeto em nossa cidade, que precisa de um caminho para o crescimento. Com eles, podemos traba- lhar de forma organizada, com estudos de viabilidade que serão apresentadas ao Poder Público. Me sinto confian- te”, disse Pires ao agradecer ao presidente do Sinduscon/ Go, que também preside o Conselho de Desenvolvimento Sustentável e Estratégico (Codese-Goiânia), Carlos Alberto, que trouxe a estratégia ao setor produtivo do DF. Nesse mesmo dia, se dispuseram a trabalhar unidos para a criação de políticas públicas consistentes e assinaram a ata de criação do CODESE-DF. Assim, em abril, o grupo de empresários, que devem compor o Codese-DF, se reu- niu na sede da Associação Comercial do DF (ACDF) para aprovar o estatuto, o endereço da sede, logomarca e mo- delo de atuação - baseado no modelo adotado pelo estado do Goiás. No dia 23 de maio foi - oficialmente - registrado em cartório, contemplando mais de 50 entidades do DF, tendo como presidente eleito do conselho, Paulo Muniz. “Trata-se de um desafio grande. Mas acredito na união e na nossa capacidade”, afirmou categoricamente Muniz ao aceitar a missão, junto ao seu vice-presidente, Luiz Carlos Botelho Ferreira. Explicou que as expectativas para este ano são de entregar um planejamento a médio e longo prazo para a cidade. “Vamos contemplar ações públicas e privadas, bem como o controle da execução desse planejamento. Teremos metas a serem atingidas, que serão paralelas às atividades governamentais”, reiterou.

Logo depois, durante uma reunião na Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), o presidente da entidade, Jamal Jorge Bittar, se colocou à disposição das câmaras que deveriam ser formadas. “O setor produtivo vai ajudar os poderes constituídos a buscar soluções para o desenvolvimento do DF. Poderemos fazer diferença na sociedade sem politizar nenhuma ação, agindo em defesa dos interesses das empresas, de forma transparente e efetiva”, enfatizou Bittar. O Conselho, no DF, está sendo formado por fortes lideranças e devem trabalhar orientadas por valores, focando na cidadania, na transparência, na ética e na representatividade, avançando em questões fundamentais.

O Conselho deve auxiliar e guiar o próximo governo com um modelo de desenvolvimento social sustentável, que gere renda e qualidade de vida para a região. Para isso, será instituída uma assembleia permanente, com representantes do setor produtivo e da sociedade civil organizada, que devem se encontrar periodicamente, estabelecendo projetos e metas. O trabalho deve ser entregue aos candidatos ao governo do Buriti, nas próximas eleições de 2018. 

0 Comentários |



SIA Trecho 2/3 Lote 1.125 2º andar
Brasília/DF - CEP 71200-020
Tel.: (61)3234.8310 - Ramal: 215
codesedf@gmail.com
Jornal CODESE EM AÇÃO
Edição de Novembro/2019

 

 


Copyright ©2019 CODESE/DF
desenvolvido por