A Comissão de Estu" />



BEM-VINDO AO FUTURO DE BRASÍLIA!

Estamos fazendo hoje, o futuro de Brasília e do Distrito Federal.




CONHEÇA O TRABALHO DO CODESE/DF

Você tem algum projeto para nossa cidade? Compartilhe conosco.


ENVIE O SEU PROJETO

Certificando, na prática!

“O mais importante é a promoção de uma cultura voltada à melhoria contínua de gestão, com análise mínima dos indicadores em uma série histórica, tendências de futuro e melhores práticas
22/11/2019
FONTE: Free Pik

A Comissão de Estudo Especial (CEE) 268 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é a responsável por adotar e internalizar as Normas da Organização Internacional de Normalização (sigla em inglês, ISO) para cidades e espaços urbanos, de cidades e comunidades sustentáveis, cidades inteligentes e cidades resilientes. Sob a coordenação de Alex Abiko, a comissão brasileira participa da ISO Technical Committee 268, constituído por 46 países participantes e 24 observadores, com sede na França. 

 

De acordo com a doutora em Engenharia e Planejamento Urbanos pela USP e secretária da CEE, Iara Negreiros, o trabalho de internalização das Normas ISO da série 37100, as primeiras para cidades, é realizado desde 2015 no Brasil. “E são várias normas nesse processo. Para além de uma certificação para as cidades, o mais importante é a promoção de uma cultura voltada à melhoria contínua de gestão, com análise mínima dos indicadores em uma série histórica, tendências de futuro e melhores práticas, como são os requisitos das normas ISO e como eu proponho em minha tese de doutorado”, avalia Iara.

 

Os indicadores incluídos nas normas são padronizados, consistentes e comparáveis no tempo e entre cidades, e são frutos de um consenso internacional que busca auxiliar as cidades a avaliar seu desempenho e medir o seu progresso na direção de serem mais sustentáveis, inteligentes e resilientes, explica a doutora. 

 

A série ISO 37100 é um conjunto integrado de normas internacionais, as primeiras voltadas para "Cidades e comunidades sustentáveis". Segundo os próprios documentos, as cidades necessitam de indicadores para medir seu desempenho, porém, indicadores existentes geralmente não são padronizados, consistentes e comparáveis no tempo ou entre cidades, afirma Iara. “A utilização dos indicadores das Normas auxiliará os gestores municipais, políticos, pesquisadores, empresários, urbanistas, designers, engenheiros civis e outros profissionais a se concentrarem em questões-chave, além de pôr em prática políticas mais habitáveis, tolerantes, sustentáveis, resilientes, economicamente atraentes e prósperas para as cidades”, explica. 

 

A abordagem por meio das Normas permitirá que as cidades comparem em que ponto estão em relação ao seu próprio histórico, em busca de melhoria contínua, e em relação a outras cidades. Esta informação pode, por sua vez, ser usada para identificar as melhores práticas, para o aprendizado de uma cidade com outra.

 

 Atualmente, quatro normas estão publicadas:

ABNT NBR ISO 37120:2017 – “Indicadores para serviços urbanos e qualidade de vida”  ABNT NBR ISO 37101:2017 – “Sistema de gestão para desenvolvimento sustentável – Requisitos com orientação para uso”  

ABNT NBR ISO 37100:2017 – “Cidades e comunidades sustentáveis – Vocabulário”  ABNT NBR ISO 37154:2019 – “Infraestruturas inteligentes da comunidade – Diretrizes de melhores práticas para o transporte” 

 

Cinco normas estão em processo de adoção, uma em processo de elaboração. A comissão trabalha no processo de desenvolvimento de oito normas de cidades e comunidades sustentáveis e 14 normas para infraestrutura de comunidades inteligentes.

 

De acordo com Iara, qualquer norma, diferentemente das leis, não são mandatórias, a cidade  ou comunidade pode seguir uma norma ou um conjunto de normas voluntariamente, e segui-las totalmente ou em parte. “Ainda estamos no processo de elaboração de Normas, a certificação é um passo posterior, fazem-se necessários procedimentos de certificação e instituições certificadoras acreditadas pela ISO. Certamente o primeiro passo seria as cidades ou comunidades conhecerem as normas da série 37100 e avaliar quais os requisitos e indicadores são adequados à sua realidade ou contexto”.

 

0 Comentários |



SIA Trecho 2/3 Lote 1.125 2º andar
Brasília/DF - CEP 71200-020
Tel.: (61)3234.8310 - Ramal: 215
codesedf@gmail.com
Jornal CODESE EM AÇÃO
Edição de Novembro/2019

 

 


Copyright ©2019 CODESE/DF
desenvolvido por