BEM-VINDO AO FUTURO DE BRASÍLIA!

Estamos fazendo hoje, o futuro de Brasília e do Distrito Federal.




CONHEÇA O TRABALHO DO CODESE/DF

Você tem algum projeto para nossa cidade? Compartilhe conosco.


ENVIE O SEU PROJETO

CODESE DF RESGATA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NO DF E ARTICULA INÍCIO DO EXPORIDE

Unindo o setor produtivo à sociedade civil organizada, Conselho propõe soluções e contribui para o desenvolvimento econômico e social do Distrito Federal e entorno
17/08/2021
FONTE: Águia Comunicação

Planejar o futuro traduzindo os anseios da população e induzir o desenvolvimento sustentável do Distrito Federal com a participação direta da sociedade. Esses são os paradigmas que levaram à criação do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do Distrito Federal (CODESE DF) e têm ancorado sua atuação, com resultados efetivos para o futuro do DF: em quatro anos de trajetória, a instituição resgatou o planejamento estratégico, aproximou o empresariado da população, mobilizou toda a inteligência disponível para pensar o desenvolvimento e consolidou seu papel como porta-voz das demandas da sociedade e soluções junto ao poder público no DF.

 Uma de suas realizações mais emblemáticas, e que terá impacto decisivo para o futuro, é o Programa Integrado de Desenvolvimento Regional e Transformação Digital das Cadeias Produtivas e Municípios da Ride DF (ExpoRide), para estimular o desenvolvimento de Brasília e das cidades do seu entorno por meio da absorção de inovação e pela capacitação tecnológica dos agentes públicos e da população da região. Sua implantação envolve investimento da ordem de R$ 26,1 milhões, ao longo de 3 anos, e impactará 4,5 milhões de pessoas entre agentes públicos municipais, empresários e empreendedores locais, líderes comunitários, professores, estudantes, trabalhadores e cidadãos em geral.

“Esse projeto é uma das contribuições mais importantes que o CODESE DF construiu e terá um impacto determinante para as nossas gerações futuras”, afirma o empresário Paulo Muniz, fundador do CODESE DF e presidente da instituição por dois biênios – 2017/2019 e 2019/2021. “Sua implementação vai mudar a nossa região, fazendo da sustentabilidade uma realidade no DF e seu entorno, abrindo um horizonte de desenvolvimento econômico e social efetivo para toda a população”.

No momento em que encerra sua segunda gestão e transmite a presidência para o empresário Leonardo Oliveira de Ávila, Muniz faz um balanço das atividades do CODESE DF, legado que construiu uma base sólida para os passos futuros da instituição. “O Conselho foi criado tendo como objetivo tornar a sociedade protagonista na tomada de decisões e na escolha de caminhos para o DF. Por isso, unimos todos os segmentos do setor privado com a sociedade civil para pensarmos juntos o DF que queremos, levar esses sonhos e objetivos ao poder público, propor soluções e resultados”, afirma. “Temos conseguido fazer isso e este projeto traduz o propósito do Conselho”.

 Segundo Muniz, do conjunto de mais de 500 metas e ações estabelecidas no programa O DF que a Gente Quer, apresentado pelo Conselho durante o processo eleitoral de 2018, foram destacadas 334 ações prioritárias até 2025, e dessas 8 % já foram realizadas ou estão em estágio avançado de implementação pelo poder Governo do Distrito Federal (GDF). “82% das metas foram atendidas ou estão em andamento, o que mostra a efetividade do trabalho que o CODESE DF está realizando”, diz.

 Articulação – O ExpoRide foi formulado depois da realização do I Fórum Nacional para Certificação de Cidades Inteligentes, em novembro de 2019, para promover o alinhamento das Prefeituras dos Municípios da Ride DF às orientações da Carta Compromisso para o Desenvolvimento da Rede Brasileira de Cidades Globais e Sustentáveis do CODESE DF. O principal objetivo do projeto é aperfeiçoar os programas de geração de renda, negócios e emprego qualificado; assim como induzir a transformação digital, agregar valor e dar sustentabilidade às cadeias produtivas das cidades da Ride DF.

 A Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride DF) é formada pela capital federal e outros 33 municípios no seu entorno – 29 deles são do Estado de Goiás e outros 4 de Minas Gerais. Juntas, essas cidades têm o tamanho da Bélgica, um dos países mais desenvolvidos do mundo. “Esses municípios caminham conosco, não é possível pensar e buscar o desenvolvimento do DF sem incluí-los. Por isso, esse projeto envolve uma grande articulação entre as administrações municipais para que, unidos no mesmo objetivo e seguindo na mesma direção, possamos construir desenvolvimento sustentado realizando todo o potencial gerador de riquezas da nossa região”, explica Paulo Muniz.

Passos importantes foram dados para que esse projeto saia do papel: atendendo à demanda do CODESE DF, em novembro de 2018, o ex-presidente Michel Temer assinou a Medida Provisória que criou a Região Metropolitana do Distrito Federal englobando a capital federal e os 33 municípios da RIDE DF. Essa definição garantiria as condições jurídicas para o projeto, permitindo a atuação integrada entre as administrações das cidades incluídas. Com isso, seria possível a destinação de recursos para investimento e a adoção de políticas públicas e ações em comum, com foco no desenvolvimento da região.

A execução do ExpoRide envolve quatro eixos: o desenvolvimento da rede de cidades inteligentes; o apoio à transformação digital, sustentabilidade e agregação de valor das cadeias produtivas; a capacitação e mobilização de membros das hélices de inovação e a realização e consolidação da Expo-Ride. Para tirá-lo do papel, o CODESE DF vai trabalhar integrado ao CODESE GO e já articula uma rede de apoios e contará com a participação da Universidade de Brasília (UnB), importante parceira neste projeto.

 Desenvolvimento – Em seus quatro anos de atuação, o CODESE DF formulou diversos projetos focados no desenvolvimento econômico e social do Distrito Federal. O programa O DF que a gente quer, consolidado em 2018 e apresentado aos candidatos que disputaram o pleito, traz um roteiro multidisciplinar de projetos e ações com impacto positivo para a economia e a qualidade de vida da população: são desde medidas administrativas para a melhoria do ambiente de negócios, estímulo ao investimento e geração de empregos; até soluções para dar ao DF e seu entorno mais competitividade e segurança.

Fruto de uma discussão técnica ampla e profunda, o programa O DF que a Gente Quer foi apresentado à sociedade e colocado em debate. Evento realizado no Museu da República em agosto de 2018, recebeu 570 participantes: em seis horas de diálogo aberto e livre, as propostas foram apresentadas e validadas pela população. Cerca de 5.000 pessoas participaram pela internet – o evento foi transmitido ao vivo. Para consolidar o documento final, foi feita interação com a plateia presencial e virtual.

 “Esse foi um momento histórico e muito gratificante pra todos nós. Depois de um ano de trabalho intenso, ter esse nível de interesse e participação confirmou que a criação do CODESE DF foi acertada e que a população do DF estava pronta para assumir o protagonismo do seu futuro”, recorda Paulo Muniz. O programa foi apresentado a todos os candidatos que disputaram a eleição para o governo em 2018 – nove deles assumiram o compromisso de apropriar e executar as propostas na gestão.

 Eleito, o governador Ibaneis Rocha manteve o compromisso assumido e incorporou as propostas ao plano de governo desencadeado já na transição. O programa O DF que a Gente Quer norteou a construção do plano estratégico da gestão, apresentado em maio de 2019 pelo governador – o Conselho ofereceu grande contribuição, junto à CODEPLAN e ao Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBCTI). Entre as medidas que já saíram do papel, merecem menção:

  • A revitalização da W3 Sul e do Setor Comercial Sul;
  • A extinção do Diferencial de Alíquota do ICMS (DIFAL);
  • Adoção do plantão por 24 horas em todas as delegacias do Distrito Federal;
  • Início da modernização da iluminação pública em todo o Distrito Federal.

Ainda com foco no desenvolvimento econômico sustentado do DF, o CODESE DF:

  • Fechou parceria com o SEBRAE para implantar o projeto Líder em Brasília, que mobiliza lideranças para articular e executar projetos focados no desenvolvimento econômico com impacto social. O acordo foi celebrado no segundo semestre de 2018, trazendo para o DF projeto exitoso e implementado em mais de 500 municípios em todo o Brasil.
  • Propôs a criação da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal, órgão destinado a estudar, propor e executar medidas focadas na melhoria do ambiente de negócios para atrair novos investimentos e destravar projetos no DF.
  • Assinou com a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) o primeiro termo de cooperação técnica associado à criação do Polo de Desenvolvimento do Eixo Brasília-Goiânia, contemplando a cidade de Santo Antônio do Descoberto (GO). Desencadeado no primeiro semestre de 2019, o acordo prevê para a realização de estudos e formulação de propostas para o desenvolvimento da cidade, a serem executadas de forma conjunta pelos governos do Distrito Federal e de Goiás.
  • Propôs medidas de estímulo ao turismo no DF, para potencializar a geração de riquezas desse segmento da indústria. O CODESE DF recomendou a busca por novos fundings para investimento em capacitação profissional, ações de promoção e divulgação das atrações turísticas, assim como a revitalização dos setores hoteleiros Sul e Norte.

Nova mentalidade – O CODESE DF também atuou para contribuir no esforço para consolidar boas práticas e o combate à corrupção. Desde 2017, o Conselho é signatário do Programa Nacional de Prevenção Primária à Corrupção da ENCCLA e apoia o projeto #somostodoscontraacorrupção. A disseminação desse tema foi abraçada pelas câmaras técnicas de Cidadania e Cultura de Paz e de Não Judicialização.

 

Fundado em 2017, o CODESE DF tem caráter propositivo e consultivo. É formado por 19 câmaras setoriais, que debatem questões econômicas, sociais e urbanas do DF para propor ações efetivas para o desenvolvimento sustentável de toda a região, criando oportunidades de crescimento e qualidade de vida digna para a população. Formado por 50 entidades empresariais e da sociedade civil, o Conselho avalia temas diversos e propõe soluções e iniciativas de curto, médio e longo prazos, trabalho realizado por um grupo de, aproximadamente, 240 voluntários.

 Fruto do projeto de responsabilidade social O Futuro da Minha Cidade, da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o CODESE DF é inspirado no modelo da cidade de Maringá (PR), pioneira nesse arranjo institucional, e no CODESE GO, da cidade de Goiânia.

 

 

0 Comentários |



SIA Trecho 2/3 Lote 1.125 2º andar
Brasília/DF - CEP 71200-020
Tel.: (61)3234.8310 - Ramal: 215
codesedf@gmail.com
Jornal CODESE EM AÇÃO
Edição de Dezembro/2019

 

 


Copyright ©2021 CODESE/DF
desenvolvido por